Compartilhe, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Postado em:

8 dicas para reduzir custos em seu restaurante

Reduza suas Despesas e Potencialize seus Lucros!

Redução de custos em seu bar ou restaurante é uma prática imprescindível, não somente em tempos de crise.

Para se obter sucesso nessa jornada se faz necessário revisar todos os setores, mudar os processos e, principalmente, criar novos hábitos.

Confira 8 dicas:

Preste atenção ao desperdício

Montar um cardápio inteligente já constitui um bom começo para o controle do desperdício, mas o que traz mesmo resultado logo no primeiro momento é evitar a produção de grandes quantidades de comida fora dos horários de maior movimento.

O modo de preparo dos pratos também pode influenciar diretamente na quantidade de comida desperdiçada. Afinal de contas, quando o cardápio está bem feito, a chance de sobrar muita comida nas mesas é reduzida. Nesse sentido, é interessante pensar em cardápios bem aceitos, para evitar o desperdício tanto nas gôndolas como nos pratos.

Elaborar cardápios inteligentes, com receitas de no máximo três opções de carnes de boa qualidade e menos opções de acompanhamentos também é uma tática valiosa. Em restaurantes que prestam o serviço em modalidade self-service com preço fixo, outra alternativa é conscientizar os consumidores de que, havendo desperdício, o cliente terá que pagar pelo exagero.

Aposte em produtos sazonais

Fique atento aos produtos sazonais que, além de ajudar a equilibrar os custos por serem mais baratos, ajudam o cliente a sentir uma atualização no cardápio e ainda são de melhor qualidade.

Seja criativo

Todo restaurante lida com sobras. Algumas simplesmente não podem ser utilizadas, porém algumas das sobras podem ser usadas de modo criativo, mantendo a higiene e refletindo não de forma negativa, mas de modo positivo para os clientes.

Carnes que estão próximas do vencimento podem ser transformadas em embutidos e defumados, que muitas vezes duram por meses. Frutas podem ser transformadas em doces e compotas. Legumes podem ser usados para pickles, entre outros.

imagens ilustrativa de cardápio

Gerencie seu estoque

Reserve um tempo para analisar a quantidade de alimentos comprados e a real demanda de consumo destes itens. Apostar em um melhor gerenciamento de estoque é essencial para reduzir os custos do seu restaurante.

Dentre alguns métodos de gestão de estoque podemos indicar o PEPS (primeiro que entra primeiro que sai). Esse controle de materiais é especialmente importante em produtos com prazos de validade relativamente curtos. O PEPS minimiza o impacto de mudanças na qualidade, deterioração ou decomposição dos produtos do seu estoque.

Faça a manutenção preventiva de seus equipamentos

Estabeleça uma rotina de manutenção preventiva de seus equipamentos e evite despesas inesperadas. Freezers, geladeiras e fogões, por exemplo, devem passar constantemente por inspeções para verificar pequenos problemas, como uma borracha de vedação solta ou motor sujo, que podem, com o tempo, culminar com o comprometimento total do aparelho.

Economize luz, água e gás

Uma parte considerável dos custos de um restaurante é relativa às contas de consumo, como luz, água e gás. É certo que consumir estes recursos faz parte da operação da empresa, no entanto, para reduzir custos é preciso economizar até nos gastos essenciais.

Para reduzir as contas com eficácia, é necessário investir no treinamento da equipe e implantar uma cultura organizacional que pregue a redução do desperdício em toda a operação do restaurante.

Aposte na tecnologia

Termômetros inteligentes na cozinha, adoção de dispensers para aplicação de molhos e recheios ou máquinas para abrir e fechar as massas, são algumas das opções existentes no mercado que podem auxiliar a aperfeiçoar a produção.

Invista em tecnologias de preparo que reduzam gastos. O uso de uma fritadeira elétrica, por exemplo, reduz o consumo de óleo em até 60%.

Crie uma cultura de redução em sua empresa

Instrua a sua equipe sobre a gravidade do desperdício de alimentos. Afinal, além de ser uma prática dispendiosa, ela também constrói uma má reputação para o restaurante.

Lembre-se de que a sustentabilidade é uma palavra de ouro para os negócios e quem não se adaptar ficará defasado em relação ao mercado.

A lógica é simples: se menos alimentos são comprados, menos dinheiro é gasto. Da mesma forma que, ao passo em que se produz menos quantidade de comida, gasta-se menos com os recursos disponíveis (como água, luz e gás).

Assim, evitar o desperdício pode aumentar de forma significativa os lucros reais do seu restaurante.
Você já adota alguma dessas medidas em seu estabelecimento? Tem mais alguma dica de como reduzir os custos em restaurantes? Compartilhe conosco sua opinião nos comentários!

Até breve!