Compartilhe, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Postado em:

Cardápio eletrônico: quais as vantagens, como funciona e quando aderir

O cardápio eletrônico desperta o interesse de clientes que são atraídos por novas tecnologias. Saiba como funciona e as opções de sistema!

Um assunto muito tratado por aqui, por sua imensa relevância, é do planejamento estratégico na montagem de bares e restaurantes.

Os detalhes que compõem este processo envolvem a cozinha, a equipe, o local, pesquisas de público, decoração, ambientação e também aquela peça fundamental, que muitos acabam se esquecendo: o cardápio. Como já falamos aqui.

menu digital

Mas hoje vamos mais adiante e falar especificamente da tendência tecnológica na questão do menu.

Vamos explicar tudo sobre o cardápio eletrônico e porque você deve considerar instaurá-lo no seu bar ou restaurante.

Modernize-se com o cardápio eletrônico

Modernização

O cardápio eletrônico já possui várias interfaces e meios de utilização diferentes.

Basicamente ele utiliza um software, normalmente simples de ser utilizado, pois dá preferência para aparelhos touchscreen no estilo pressione e arraste, para smartphones e tablets.

No caso de aparelhos locados para permanecerem em cada mesa no restaurante, o cardápio eletrônico funciona com a programação que você coloca nele, dando autonomia para o cliente fazer o seu pedido do modo e no momento que desejar.

Além de prático, não depender da disponibilidade do garçom e com manejo intuitivo, as imagens colocadas das comidas são atrativas e dão mais água na boca do cliente, que não precisa mais ficar perguntando o tamanho do prato ou quantos croquetes vêm na porção, por exemplo.

Opções de sistema

Você pode escolher entre algumas empresas que oferecem o sistema do cardápio eletrônico, como a Goomer e a Digital Menu, que possuem propostas bem diferentes.

A proposta da Goomer é te dar suporte 24h, instalação do sistema, você mesmo programa o seu cardápio no equipamento e te dá opções de empresas parceiras para o aluguel do aparelho.

goomer

Assim você automatiza todo o seu menu, interligando os pedidos diretamente ao seu sistema geral, levando o pedido diretamente ao local onde o prato é elaborado.

Desta forma, o atendente tem mais tempo para levar a comida ao cliente.

Este sistema é interessante no caso dos queridinhos restaurantes com rodízio de comida japonesa, por exemplo.

Dessa forma o garçom que tem grande volume de comidas para entregar pode realizar essas tarefas da melhor forma.

No caso do Digital Menu, funciona através de um QR Code, que fica disposto na mesa.

Digital menu

Nesta opção há a flexibilidade de onde o QR Code pode ser colocado: no guardanapo, adesivo na mesa, em alguma plaquinha e outros.

Nesse caso você economiza com o equipamento e deixa como responsabilidade do cliente para usar o seu próprio smartphone ou tablet para acessar o seu cardápio eletrônico.

Prós e Contras

Em ambos os casos há vantagem de economizar em relação a cardápios físicos, que podem mudar frequentemente, aumentando o gasto com impressões e artes.

Você gasta com o sistema e o equipamento, mas é um investimento que te permite fazer mudanças.

Por exemplo, você mesmo programa o que desejar e deixa o cliente mais livre e à vontade para pedir sem se estressar com possíveis perdas do “timing” do garçom.

No segundo caso exemplificado, você economiza com o equipamento, mas corre o risco do cliente não ter um celular com sistema rápido e atualizado, então talvez necessite de um plano B.

Este sistema de cardápio eletrônico atrai clientes jovens e atualizados que gostam de novidades tecnológicas.

Cardápio Digital

Gostou das nossas dicas sobre cardápio eletrônico?

Você já usa o seu?

Conte-nos sobre sua experiência com esta tecnologia nos comentários.

Aproveite para conhecer a Loja Brazil onde você encontra tudo para o seu negócio.