Compartilhe, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Postado em:

Como moer carne de forma rápida e eficiente?

A carne está presente em diversos pratos da culinária brasileira. Veja como moer carne de diversas formas e as diferenças e benefícios entre elas!

A carne moída é muito comum nos pratos dos brasileiros. Na almôndega, hambúrguer, molho para macarronada e no típico prato francês, o tartare.

Tanto em casa, como nos restaurantes, ela raramente fica de fora.

Como moer a carne e quais as maneiras mais recomendadas para essa função é a grande questão.

O mais comum é comprar a carne pronta no mercado, mas ela também pode ser moída em casa ou no restaurante de diversas formas.

Isso deixa o prato ainda mais saboroso, além de conferir maior frescor à comida.

O problema da carne já comprada moída é não saber a procedência daquela peça, se ela é realmente da parte do boi que você deseja ou se está fresca ou não.

Isso muitas vezes faz com que ela se pareça com uma “massa de carne”.

Faça você mesmo: como moer a carne

O preparo da carne pode ser feito de três principais formas diferentes:

  • Moer na mão;
  • No processador;
  • No moedor elétrico profissional.

Uma dica importante antes de moer a carne, independente da técnica usada, é resfriá-la por algum tempo até que ela fique mais firme.

Isso funciona porque é mais fácil moer algo mais consistente do que a carne muito mole, que se esfarela mais facilmente.

Veja agora como moer carne as diferenças entre as formas!

Moer manualmente

Moer manualmente

Esse modo deixa a carne mais soltinha, com uma aparência melhor e mais apetitosa, mas tem como ponto negativo a perda de funcionalidade no preparo de grandes quantidades de comida.

Moer a carne na mão é recomendado para pratos menores, como o tartare, um prato típico francês de carne moída e temperada que é servido cru.

Com essa técnica, os pedaços de carne ficam maiores, porém você pode se esforçar para deixá-los do tamanho de sua preferência.

A técnica consiste em moer a carne com a ponta da faca, geralmente utilizando-se duas facas mais pesadas e afiadas, batendo na carne com golpes que a cortam em vários pedaços.

Para deixar ela em pedaços menores, é só continuar batendo com a lâmina das facas.

Moer com processador

Moer com processador

O processador é um equipamento que serve para muitos alimentos e funções diferentes, dependendo da textura desejada para o ingrediente.

Sabendo disso, é importante lembrar que o tempo deixado no processador muda a o resultado da sua carne moída.

Se deixar por muito tempo é capaz de deixá-la muito pastosa, em textura de patê.

Por isso, moer carne no processador a deixa com uma textura diferente do manual e do moedor elétrico.

Mas também quebra um galho na falta do equipamento mais indicado que é o moedor profissional.

Moedor de carne profissional

Moedor de carne profissional

Já os moedores profissionais são uma ótima pedida, já que são mais ágeis e eficientes.

Para grandes estabelecimentos, restaurantes e comércios de alimentos, eles são altamente recomendados.

A parte boa de adquirir um moedor profissional, além de sua eficiência, é a liberdade para você selecionar a quantidade de carne moída que você coloca.

Eles também tem capacidade para moer desde as carnes mais nobres, com poucos músculos e nervos, até as mais fibrosas que são difíceis de cortar na faca.

Dessa forma, o investimento tem um bom custo benefício, por permitir o uso de qualquer tipo de carne, de acordo com o dinheiro disponível para o investimento diário no estabelecimento.

——-

Gostou de saber como moer carne?

Agora que você já sabe as diferenças da carne moída em casa e no mercado, confira a linha de moedores que a Loja Brazil oferece para turbinar o seu estabelecimento, com os melhores preços e condições do mercado!