Compartilhe, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Postado em:

Como montar uma cozinha industrial? Confira algumas dicas

Abrir seu próprio restaurante ou bar é um acontecimento marcante! Não cometa erros - siga nossas dicas!

Como montar uma cozinha industrial

Abrir seu próprio restaurante ou bar é um acontecimento marcante. Deixar tudo com a sua cara, pensar em todos os detalhes desde o planejamento até os toques finais traz gratificação. Então como montar uma cozinha industrial eficiente?

No post de hoje vamos falar de uma parte mais trabalhosa, pois para montar uma cozinha industrial eficiente, todo o cuidado é pouco.

A atenção aos detalhes de regulamentação e controle de riscos exige um planejamento ainda mais cauteloso. Também deve-se atentar às especificidades de equipamentos necessários para o bom fluxo de trabalho na cozinha, como já falamos aqui.

Mas não se desespere! Vem com a gente saber o passo-a-passo para montar uma cozinha industrial eficiente sem erros.

Planejamento

Como todo o processo de construção, instalação e inauguração de seu estabelecimento, o planejamento é a base para que tudo saia como esperado e com o mínimo de erros.

Nesta etapa é essencial a integração do chef, com o menu já estruturado para saber o que será servido em quais quantidades, com arquitetos e engenheiros que entendam da estrutura da cozinha.

Especialistas são importantes, pois já sabem exatamente o que será necessário, além da parte técnica de fiação e encanamento que são mais complexas.

Regulamentação e Controle de Riscos

Riscos

Falando na parte técnica, a fiação e o encanamento são alguns dos fatores de riscos dentro da cozinha industrial.

Além da utilização de muitos equipamentos elétricos, como refrigeradores, freezers, fritadeiras e outros, tudo deve ser bem calculado para que não aconteçam acidentes como curtos-circuitos, choques, entre outros.

Outro risco dentro da cozinha industrial é o de contaminação alimentícia. O armazenamento e a conservação dos produtos devem ser perfeitos, caso contrário os alimentos vão estragar e podem causar doenças nos clientes.

Sobre todas as especificações de controle de riscos existe a regulamentação da ANVISA. A vigilância sanitária fiscaliza todos os estabelecimentos quanto a limpeza, armazenagem de alimentos, ventilação, vedação de portas e janelas para controle de pragas, utilização de água e tudo o que possa oferecer riscos à saúde dos clientes e funcionários.

Utilização do Espaço

planejando espaço

O essencial em uma cozinha industrial eficiente é o fluxo de trabalho. A cozinha deve ser proporcional ao espaço do restaurante de acordo com a capacidade de mesas e pessoas.

Desta forma, pensando também no menu, as bancadas, prateleiras e equipamentos elétricos devem ser distribuídos de forma que agilize os processos de preparação dos pratos, evitando o caos e os transtornos na correria da cozinha.

A contaminação cruzada é muito comum neste tipo de espaço e para evitá-lo é importante a separação por zonas de trabalho, evitando o contato de dois tipos de alimentos diferentes que possam se auto contaminar.

Aqui alguns tipos de configuração das bancadas:

  • Linear: para restaurantes menores com poucas opções no cardápio. Ex: fast food, pizzarias, sanduicherias;
  • Por zonas: divisão por operação com equipamentos para aumentar a eficiência de cada procedimento;
  • Em ilha: como a de zonas, mas com uma bancada principal no centro.

A economia de energia também é importante ao se pensar a distribuição no espaço. Refrigeradores devem ficar longe de pontos de fritura e cozimento onde há calor em excesso. A segurança no trabalho também é maior com esta disposição.

Equipamentos

São muitos equipamentos específicos para compor uma cozinha industrial eficiente. O principal deles é a bancada para o preparo dos pratos.

São aparelhos ergonômicos que possuem estantes embaixo para otimização do espaço, ganchos para pendurar panelas, colheres e conchas.

Tudo deve ser planejado com foco na segurança e na facilidade para encontrar e utilizar os equipamentos. A setorização na cozinha é muito importante, para que tudo se encontre no seu devido lugar para aumentar a produtividade.

Manutenção da Cozinha Industrial Eficiente

Após tudo montado, deve haver organização na administração da cozinha.

A manutenção de equipamentos deve ser fácil, com assistências autorizadas na vizinhança, por exemplo. É preciso ter em mente todos os erros que podem acontecer, para se prevenir com um plano B.

O estoque e o armazenamento devem ser feitos em porções pré estabelecidas para agilizar o preparo. A setorização por categorias de alimentos também facilita o trabalho da equipe.

Controle Integrado de Pragas

As pragas são os organismos que trazem perigo à saúde. Ratos, formigas, moscas e baratas são muito comuns no espaço urbano. Eles devem ser evitados desde a construção do local com a utilização de materiais corretos que impeçam o acesso de tais seres vivos.

A dedetização do ambiente com empresas certificadas deve ser feita de tempos em tempos, assim como o lixo deve ser retirado no mínimo duas vezes ao dia, segundo a vigilância sanitária.

Aparelhos elétricos de matar insetos devem ser utilizados, no local correto que fiquem longe do preparo do alimento.

Ventilação

ventilação

Outro ponto que as pessoas se esquecem ao montar uma cozinha industrial é a importância da boa ventilação.

O conforto e a segurança estão em jogo quando não se colocam coifas para a evacuação do ar.

Para evitar fumaça e vapor dentro da cozinha, impedir que qualquer tipo de cheiro ou fumaça ultrapassem as dependências da cozinha é necessário que se faça um bom projeto de ventilação na mesma.

É isso!

Estes são os detalhes de como montar uma cozinha industrial eficiente.

Pode até parecer um bicho de sete cabeças pela quantidade de detalhes a se pensar, mas seguindo o passo-a-passo, com um bom planejamento e equipamentos corretos é difícil algo dar errado.

Se gostou das nossas dicas não esqueça de deixar seu comentário e se ainda restam dúvidas, não hesite em entrar em contato com a gente.