Compartilhe, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Postado em:

Existe diferença entre aço inox 201 e 304?

Saiba quais são as forças, fraquezas e aparências de cada metal.

Tempo estimado para leitura: 6 minutos

Diferenças Aço Inox 201 e 304

Você sabe qual a diferença entre aço inox 201 e 304? Esta simples dúvida, que está presente entre muitas pessoas que utilizam algum item deste tipo de material, principalmente pela variedade de aplicações e utilizações possíveis, existindo uma possibilidade muito grande no uso destes componentes.

Nada mais é que alguns detalhes na sua composição química, no qual intervêm em sua durabilidade e modo de utilização. O aço inoxidável é amplamente utilizado na criação de diversos materiais, por exemplo, na indústria de produção de itens na área gastronômica, como cubas padrão GN para réchaud (O que são Cubas Padrão GN)  . Muitas fábricas utilizam o 201, enquanto outras o inox 304.

Quando se refere aos metais, o aço inoxidável é um termo muito comentado e muitas vezes usado para descrever vários tipos diferentes de metais. Os dois metais de aço inoxidável geralmente mais utilizados são o 201 e 304. Estes metais contêm, pelo menos, 50 por cento de aço inoxidável, enquanto que pelo menos 11 por cento é feito a partir de crómio. Cada tipo de metal tem a sua própria composição única, é por isso que você vai encontrar diferenças nas forças, fraquezas e aparências de cada metal. Estas composições originais fazem que certos metais sejam ideais para determinados projetos.

O 201 é feito de níquel, crómio e manganês. Estima-se que ele seja 30% mais forte do que 304, além de ser mais barato para fazer e comprar. Uma desvantagem é que, pelo 201 ser mais forte, fica mais difícil criar formas diferentes e solda-los em comparação com 304. Além disso, 304 é levemente mais resistente à corrosão e pode ser usado em praticamente qualquer aplicação, enquanto 201 tem versatilidade limitada.

O objetivo deste post é discutir a diferença entre eles. Se você quiser saber e entender de uma maneira mais ampla quais as utilizações e aplicação dos aços inoxidáveis leia este artigo e aprenda a escolher a melhor opção para a sua necessidade.

Agora, vejamos a definição de aço inoxidável.

Aço inoxidável é um termo usado para se referir a vários metais diferentes que são comumente usados em indústrias, incluindo transporte, construção, arquitetura, equipamentos industriais, ou gastronômicos, pela melhor combinação no contato com os alimentos, já que evita a possibilidade de absorver resíduos dos alimentos. Enquanto todos os aços inoxidáveis contêm mais de 50% de ferro e pelo menos 11% de cromo, cada grau tem uma composição diferente de outros metais, dando-lhe propriedades únicas, pontos fortes e pontos fracos.

Depois de saber o ponto comum da diferença entre aço inox 201 e 304, vamos analisar suas diferenças:

CUSTO

Geralmente, o custo do 201 é inferior ao 304. Pela situação dos preços crescentes de níquel nos dias de hoje, produtos de aço inoxidável que contenham baixo teor de níquel a preços menores são mais atraentes. E o aço inoxidável 201 é uma escolha apropriada. O aço inoxidável AISI 201 está ganhando grande espaço no mercado, onde o aço inox 304 e inox 301 são os mais populares. O aço inoxidável AISI 201 possui preços mais baixos e estáveis, já que ele usa manganês como alternativa ao níquel. Tendo muitas propriedades e característica semelhantes com o aço inoxidável 304 além de ter uma aparência muito próxima ao 304, o aço inox 201.

O aço inoxidável é um tipo de aço que contém mais de 11% de cromo, que cria um “filme” protetor contra a corrosão. Já o Níquel, também comentado pelo principal fator para trazer a estabilidade para a fase austenítico e a facilidade no processamento do aço inoxidável.

Porém o aço inoxidável 304 tem um teor mínimo de níquel de 8%. Os elementos que formam o austenítico, existem muitas substâncias que podem substituir o níquel para criar resistência à corrosão. Por exemplo: Cromo (Cromo é um dos principais elementos que possibilita a resistência à corrosão do aço inoxidável), Manganês (também contribui para a fase estável do austenítico), nitrogênio também contribuem para a dureza e cobre (Cu) também ajudam na estabilidade da fase austenítico.

No 201, o manganês foi usado como o principal elemento para substituir o níquel, na proporção de 2:1.
Podemos ver pela seguinte composição química:

– Aço Inoxidável 201: 4,5% Níquel e 7,1% Manganês

– Aço Inoxidável 304: 8,1% Níquel e 1% Manganês

Com esta composição demonstrada acima possibilita a redução do custo do material cru para produção do aço inoxidável AISI 201. Esta é uma primeira vantagem de aço inoxidável AISI 201.

– Durabilidade e capacidade de processamento

Densidade do modelo 201 é mais baixa do que o aço inoxidável 304, mas a durabilidade do inox 201 é superior a 10% à versão AISI 304 de aço inoxidável.

Devido a capacidade de esticar do AISI 201, mesma característica do aço inox 304, o 201 possui propriedades muito similares com o 304 tanto no processo de dobrar, moldar e achatamento. Porém dependendo do tipo de utilização do material, o 304 consegue ter um achatamento mais complexo e personalizado que aço inoxidável 201. (Isto é devido aos efeitos do elemento manganês no aço inoxidável 201 e isso faz 201 mais duro que o aço inoxidável 304).

Segundo o site World Stainless o aço inoxidável série 200 é um metal austenítico. Mais especificamente, o ‘201′ é composta por 16-18% de cromo, níquel 3.5-5.5%, 0,15% de carbono e 5,5-7,5% de Manganês. Os tipos de aço da série 200 são de alta performance. Inclusive a série 200 tem uma resistência maior do que a 300 (que seriam os ANSI 301, 304, etc.), que lhe permite ser mais fino. Por exemplo, as Bancadas de Manipulação em Aço Inox usam o aço inoxidável AISI 201 e sua espessura é de 0,9 mm, enquanto alguns outros utilizam o aço inox 304 e a espessura é de 1 mm.
No geral, a densidade da série 200 é geralmente mais forte e mais difícil de haver danos do que a série 300. Isto pode ser bastante significativo e útil em algumas situações.

Comparação capacidade de resistência à corrosão

Quando comparamos o conteúdo químico do aço inoxidável ANSI 201 e aço inoxidável ANSI 304, percebe-se que o cromado do aço 201 é inferior ao do aço inoxidável 304, cerca de 2% de diferença. Isso faz com que a resistência à corrosão do aço inoxidável ANSI 201 seja menor do que o 304, mas dependendo da utilização do material não se enxerga nenhuma diferença, apenas se for utilizar algo como construção naval por exemplo.

A resistência à corrosão de superfície é determinada principalmente por elementos de cromo e enxofre (S). Cromo torna o aço inoxidável mais resistente à corrosão, enquanto o enxofre reduz a resistência da corrosão. No conteúdo químico, os dois tipos de aço inoxidável têm a mesma taxa do elemento enxofre. Consequentemente a resistência na superfície do inox 201 é menor do que o aço inoxidável 304.

Cor da superfície

O Aço Inoxidável ANSI 201 contém um nível superior de Manganês e este elemento faz com que a superfície do material seja mais escura, mas esta diferença é muito pequena e nós humanos não somos capazes de dizer, ou enxergar a olho nu, especialmente para materiais que possuem a parede polida.

Chegando numa conclusão, a diferença entre aço inox 201 e 304 é que o ANSI 201 tem menor preço, melhor durabilidade e maior dureza, enquanto o aço ANSI 304 tem preço mais elevado, mas uma pequena melhora na resistência à corrosão, principalmente se a utilização do material for para produtos em contato direto com ferrugem ou o mar.

Em geral, ambos 201 e 304 são fortes, duráveis e versáteis, para que possam ser utilizados em inúmeras aplicações. Por exemplo, você verá que os dois tipos de aço inoxidável são usados para projetos de arquitetura, automóveis e ferroviários. Ambos os metais também são encontrados em aparelhos domésticos, utensílios de cozinha e indústrias de preparação de alimentos.

Considerações Finais

Refletindo sobre as possibilidades de materiais existentes, é necessário entender sobre todas as opções disponíveis e analisar as hipóteses, para que não seja necessário pagar mais caro por algo que não seja primordial e possa comprometer seu orçamento ou até mesmo utilizar os produtos em situações diferentes do previsto. Para que não ocorra nenhum problema ou danos em algum item de inox na sua cozinha veja como limpar seus produtos de aço inox em 6 passos.

Esperamos que esse artigo tenha contribuído para que você possa tomar decisões mais vantajosa na hora de escolher os tipos de inox dos seus produtos.

Caso permaneça alguma dúvida que não tenha sido respondida nesse artigo, não hesite em nos questionar nos comentários. 🙂