Compartilhe, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Postado em:

Gourmetização da gastronomia: você sabe o que é?

Vamos começar nosso papo de hoje com algumas definições e diferenciações de termos.

Na mídia ouvimos seguidamente que tal comida é premium, ou que tal restaurante é gourmet; mas o que isso tudo significa?

O termo “premium” é designado a produtos e serviços de alto valor agregado com diferenciais de inovação.

Além de um preço maior, são consideradas características como a raridade, a tradição de uma marca e a experiência que vai trazer para quem consumir.

Já o termo “gourmet” é a transformação de alimentos básicos, como os fast-foods (hambúrgueres, cachorro-quente, etc.) que ganham novos componentes e apresentações.

Para um alimento ser considerado gourmet precisa ter elementos diferentes do produto tradicional, um ingrediente ou preparação mais refinado, mais nobre ou mais raro.

Com a popularização da gastronomia, o mercado de alimentação se tornou economicamente interessante e hoje o termo é utilizado para valorizar um determinado prato, na tentativa de venda não apenas de um simples alimento, mas sim de uma experiência gastronômica.

E isso tornou-se uma tendência para o setor, pois os clientes estão dispostos a pagar um pouco a mais por algo que considerem incomum e inovador.

O fato é que a onda da gourmetização se espalhou pelo mundo inteiro, até mesmo em países onde a gastronomia nacional é reconhecida como algo quase sagrado.

E no Brasil não é diferente. Como todo brasileiro gosta de novidades, a gourmetização ganhou ainda mais repercussão aqui.

A gourmetização e a jogada de marketing

Outro importante fator para a disseminação dessa ideia é a utilização das redes sociais, um dos principais meios de comunicação dos tempos de hoje.

As pessoas postam em suas redes fotos, comentários e indicações de comidas gourmet, porque comer gourmet se transformou em mais do que alimentar-se, transformou-se em um símbolo de entretenimento e até motivo de diferenciação social.

A gourmetização tem dois lados bem distintos. Por um lado, incentiva a inovação na cozinha, o que é ótimo do ponto de vista econômico e cultural.

Criar um prato gourmet não quer dizer descaracterizar a maneira clássica, e sim dar um novo olhar. Mas é preciso provar que existe algo de realmente novo naquele prato.

Por outro lado, a popularização do termo deu origem a muitas estratégias de má-fé.

A experiência vai muito além apenas do rótulo e da apresentação (que não deixam de serem importantes).

Muitos profissionais usam o termo apenas para trazer algo mais caro, sem ter algo agregado que justifique seu custo.

Hoje, no Brasil, temos acesso a produtos que antes não eram tão comuns. O que é muito bom para a gastronomia, mas é preciso saber identificar o que é realmente bom e o que é apenas jogada de marketing.

Gourmetizar em casa é possível?

Você não precisa necessariamente sair de casa para comer algo gourmet. Dar um novo olhar, acrescentar àquela receita tradicional um ingrediente especial ou apresentar um prato de maneira diferente à sua família e amigos pode ser uma boa opção para seu bolso.

A apresentação é uma das características mais marcantes nessa nova gastronomia.

Pratos bonitos, atrativos com enfeites, decorações e muita criatividade são o chamariz para que quem coma, saia ainda mais satisfeito. E a foto para postar na rede social vai ficar ainda mais bonita e apetitosa.

Em casa, você pode escolher servir seu prato em uma bonita travessa, ao invés de colocar na mesa aquela forma que foi diretamente ao forno.

As opções de travessas, ramequins e pratos em porcelana são uma boa escolha para levar o alimento à mesa.

Fazer porções individuais também pode ser uma alternativa legal, pois você pode criar algo personalizado para cada integrante da sua família e fazer sucesso com seu prato “gourmet”.

Tudo é uma questão de gosto e de escolha. Basta cada um saber o que gosta e o que lhe faz feliz na cozinha.

Se é a comida gourmetizada ou caseira não importa, o que importa é que seja feita sempre com amor e dedicação.

Gostou das dicas? Para receber conteúdos como este em seu e-mail semanalmente, basta se cadastrar em nossa lista de contatos!