Compartilhe, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Postado em:

Lista das melhores cervejas importadas para vender em seu bar

A mudança dos hábitos de consumo e a ‘gourmetização’ do setor de cervejas! Veja as melhores importadas!

Nos últimos anos, o consumo de álcool no Brasil vem caindo.

E isso se deve a uma série de fatores.

Seja a crise que afetou o bolso do consumidor ou a tendência global de hábitos cada vez mais saudáveis, o fato é que o comportamento do brasileiro em relação às bebidas alcoólicas mudou e isso vem afetando também o mercado de cervejas.

Porém, nesse cenário de queda, há um outro fator importante que contribui para esses números: a mudança dos hábitos de consumo e a ‘gourmetização’ do setor de cervejas.

O que acontece é que, mesmo com a diminuição na quantidade de litros per capita no país, o consumo de cervejas premium – aquelas de maior valor e/ou qualidade – subiu, e hoje já representa 11% do mercado.

Ou seja, o brasileiro está bebendo menos, mas bebendo melhor, adquirindo produtos de melhor qualidade.

Não a toa, o Brasil vive uma explosão no número de cervejas especiais, com microcervejarias artesanais se espalhando por todo o país.

A isso devemos somar a maior facilidade de acesso e o consumo cada vez maior de marcas importadas.

Diante desse cenário, é muito importante ficar atento a essas mudanças e acompanhar as novas tendências do mercado.

E isso passa por manter o seu estabelecimento constantemente atualizado com o mercado de cervejas especiais, oferecendo produtos que atraiam esse novo público e evitando prejuízos por não aproveitar a alta demanda.

15 cervejas importadas para vender no seu bar ou restaurante

Muitas cervejas trazidas de fora estão cada vez mais acessíveis e, com isso, já são conhecidas por parte expressiva do público, tendo um apelo comercial muito importante.

Fique atento às principais marcas que você deve ter no seu estabelecimento.

1. Guinness

Um dos primeiros xodós dos brasileiros que se arriscaram com cervejas importadas e mais encorpadas, a gigante da Irlanda é um dos símbolos mais fortes do setor.

Reconhecida pela cor escura e alta fermentação, a Guinness é uma cerveja potente, alcoólica e amarga, sendo, em muitos casos, a porta de entrada para muitos consumidores que buscam bebidas de melhor qualidade.

2. Quilmes Cristal

A principal cerveja da Argentina é também uma das queridinhas dos brasileiros que visitam o país vizinho.

Atualmente faz parte da Ambev, o que a torna relativamente fácil de encontrar. Reconhecida pela sua qualidade, a Quilmes é semelhante às nossas melhores cervejas populares, porém um pouco mais encorpada e com um sabor mais intenso.

3. Heineken

Extremamente difundida no Brasil, a cervejaria holandesa é uma das maiores do mundo e, atualmente, é a segunda maior do país.

Com sua inconfundível garrafa verde, a Heineken é uma lager reconhecida por seu sabor amargo.

Além disso, é uma das poucas cervejas consideradas populares que ainda não utiliza aditivos químicos e cereais não maltados na sua composição.

4. Budweiser

Outra cerveja sob o domínio da Ambev, a Budweiser chegou ao Brasil com toda a força da cerveja mais vendida no mundo.

Como boa representante do mercado americano, trata-se de uma cerveja leve e muito parecida ao que estamos acostumados a beber por aqui – e talvez por isso tenha caído no gosto dos brasileiros.

5. Amstel

Outra holandesa na lista, a Amstel vem se popularizando rapidamente no país.

Recentemente comprada pela Heineken, trata-se de uma pilsner com teor alcoólico equilibrado e sabor marcante.

Refrescante, é uma excelente opção para quem está começando a se arriscar com cervejas mais encorpadas.

6. Pilsner Urquell

Primeira cerveja pilsen do mundo, a Urquell é produzida no terra natal desse estilo, a República Tcheca.

Com cor amarela límpida e sabor lupulado, a cerveja conquista os paladares mais exigentes.

7. Sapporo Premium

Quem frequenta restaurantes japoneses certamente já se deparou com essa cerveja.

Com notas de malte, possui sabor marcante e, como boa representante das cervejas asiáticas, caracteriza-se pela leveza e frescor.

8. Erdinger Weiss

Uma das cervejas de trigo mais vendidas no mundo, a gigante alemã se caracteriza por ser mais leve e refrescante quando comparada a outras do mesmo estilo.

É uma das queridinhas dos fãs das cervejas de trigo, além de contar com todo o charme do jeito típico de servir uma boa weizenbier.

9. Paulaner Original

Outra alemã, a Paulaner é uma cerveja de baixa fermentação e aroma intenso.

Saborosa e equilibrada, é uma boa pedida em dias quentes e harmoniza muito bem com pratos leves.

Além disso, já é bem difundida no mercado nacional e já conhecida por boa parte do público.

10. Fuller’s London Pride

Trata-se da marca mais consumida no Reino Unido.

Com teor alcoólico baixo, possui aromas e sabor marcantes, sendo uma das sensações dos pubs de Londres.

11. Duvel

A Bélgica não poderia ficar de fora da lista, e ninguém melhor para representar o país do que a cerveja belga mais consumida no mundo.

A Duvel é uma ale forte, com bom teor alcoólico e faz sucesso entre aqueles que buscam potência e intensidade no paladar.

12. Leffe Brown

Conhecida dos cervejeiros brasileiros, a Leffe tem cor marrom escuro e gosto doce e frutado. Bom para dias mais frios, tem bom potencial alcoólico e acompanha bem queijos e sobremesas.

13. Baltika 8

Com a Copa do Mundo de 2018, muitos estabelecimentos apostaram na importação dessa cerveja russa para o Brasil.

A Baltika é uma lager puro malte, com sabor suave e refrescante, apesar dos seus 8% de graduação alcoólica. É uma boa opção para apostar no inusitado.

14. Paceña Pico de Oro

Falando em inusitado, que tal uma cerveja da Bolívia? Fabricada com água da cordilheira dos Andes, a Paceña é a mais popular entre os bolivianos e bem semelhante às cervejas mais consumidas por aqui: leve e refrescante.

15. Samuel Adams

A tradicional marca americana é considerada uma das melhores cervejarias do mundo.

A sua India Pale Ale (IPA) é equilibrada e com amargor que agrada o paladar do brasileiro.

EXTRA

Que tal incluir no seu cardápio alguns dos rótulos importados mais premiados dos últimos anos?

Tripel Karmeliet

Essa é mais uma ótima opção da Bélgica e já conhecida entre os bons bebedores brasileiros.

Trata-se de uma tripel, estilo típico daquele país, com bastante álcool e aromas marcantes.

Chimay Bleue

Outra belga na lista, a Chimay é conhecida por sua garrafinha charmosa e por vir em três estilos diferentes, diferenciados pela cor do rótulo: vermelho, azul e branco.

A nossa dica premiada é a Chimay Bleue, uma ale escura, com muito álcool e ótima para acompanhar pratos fortes com carne.

Brewdog Punk IPA

Essa marca escocesa vem ganhando espaço entre os cervejeiros do Brasil. Com rótulos criativos e que saltam aos olhos, a Brewdog tem uma extensa gama de estilos.

Essa American IPA possui cor dourada, amargor equilibrado e cai com uma luva com queijos e frutos do mar.

Gostou das dicas? Para mais conteúdos como esses e para ficar por dentro das nossas novidades, curta a página da Loja Brazil no Facebook e nos acompanhe!