Compartilhe, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Postado em:

O que levar em consideração ao fazer compras para a sua cozinha industrial/restaurante?

Precauções ao fazer compras para o seu restaurante/cozinha

5 cuidados ao adquirir produtos para seu refeitório ou cozinha industrial.

page1 - O que levar em consideração ao fazer compras para a sua cozinha industrial/restaurante?
Certamente qualquer empreendedor deseja que seu empreendimento tenha bons resultados. Focar em oferecer bons serviços sem causar grandes impactos econômicos é, e sempre será, um grande desafio.

Uma forma de oferecer bons serviços é na aquisição de produtos que o diferencie da concorrência. No ramo gastronômico isto reflete desde a aquisição de insumos ao planejamento e reforma do estabelecimento.

É uma tarefa estressante mas relacionei alguns cuidados importantes e dicas para orientar qual caminho seguir.

Louça de casa não é para restaurante

Louças que se usa na cozinha de casa não é a mesma para um restaurante ou cozinha industrial. Não é algo que pode ser adquirido em qualquer loja de varejo. Estas louças devem ser resistentes pois serão submetidas aos rigores de inúmeros serviços diários e ainda a lavagem automática e/ou manual (esta muito mais abrasiva).

Por terem tais características estas louças tendem a ser mais caras que as convencionais e ofertada em estabelecimentos específicos, quem possuem tais clientes como público alvo.

Louças, como pratos, em vidro temperado são as melhores opções pois seu processo de fabricação modifica as características moleculares do material como dureza e resistência mecânica. Vale ressaltar a segurança pois uma vez submetido ao stress a mesma será estilhaçada evitando graves acidentes, diferente da porcelana que podem causar profundos cortes.

Equipamento novo ou usado?

Esta questão é pessoal e já foi abordado neste blog. Depende muito do quanto deseja investir e se pode investir. Sempre procuro providenciar equipamentos novos pensando no período de sua vida útil. Mas para um startup pensar em comprar produtos usados ou alugar equipamentos pode ser algo bem mais vantajoso economicamente.

Uma cozinha nova não exige produtos novos. Cadeiras, mesas, pratos, talheres e muitos outros utensílios de cozinha podem ser adquiridos de segunda mão. Já os equipamentos maiores e de maior criticidade, principalmente no que diz respeito à vida útil como fogões, fornos e unidades de refrigeração é aconselhável adquirir como novos e instalados por técnicos qualificados.

Decoração & designe


page2 - O que levar em consideração ao fazer compras para a sua cozinha industrial/restaurante?
Dos pontos apresentados anteriormente e dos que serão apresentados a seguir acredito este ser o mais importante. É aqui que haverá a maior parte do seu investimento pois será a forma que o seu estabelecimento será planejado e decorado que atrairá a clientela e o sustentará.

Seus móveis podem até ser usados contanto que sejam de boa qualidade. Assim como as louças não devem ser os mesmos usados dentro de casa. Eles serão puxados, arrastados, empurrados e utilizados várias vezes ao dia e ainda precisam estar bem apresentados.

Planeje seu local maximizando o espaço de forma a ter o a melhor eficiência possível. Tenha diversas estações, área em que haverá preparo de alimentos, e diversos equipamentos estrategicamente posicionados. Planeje seu cardápio com antecedência, mesmo antes de montar o layout da cozinha, pois assim saberá do que precisa e de onde precisa.

Uma boa ambientação fica a cargo da escolha de toalhas e mesas. Quando passados e dobrados de forma impecável garante uma atmosfera diferencial ao local. Mas devem ser analisados com cautela pois exigem uma manutenção cara e constante. Usar os descartáveis podem ser uma boa solução, mas tudo dependerá do conceito do restaurante

Flexibilidade

Já ouviu aquele velho ditado popular “enquanto os cães ladram a carroça passa”? Podemos empregar este ditado neste tema. O restaurante que hoje permanece em pé certamente é flexível.

Tenha cuidado ao planejar seu restaurante para não ser o mesmo restaurante amanhã, na próxima semana, no próximo mês, no próximo ano, nas próximas décadas e, quem sabe, nos próximos séculos.

Sem dúvidas o tradicionalismo eleva e garante o sucesso do restaurante, mas o grande chamariz é a diversidade. Inove, mude seu cardápio, mude o layout do seu estabelecimento, mude sua decoração, amplie seu público alvo.

Instigue a curiosidade dos seus clientes, mas sempre com cautela. Um velho cliente retorna devido ao tradicionalismo – o que ele já sabe o que vai encontrar. O que lhe faz sucesso nunca deve ser retirado ou substituído, mesmo que momentaneamente.

Não seja como os cachorros que sempre ladram e mais nada fazem. Seja como a carroça que leva consigo sua bagagem para frente, rumo ao futuro!

Refrigeração

Do que adianta ter um restaurante impecável, uma cozinha bem planejada e um cardápio excelente se não houver insumos de ótima qualidade?

A refrigeração é o coração do estabelecimento. Insumos não bem conservados perdem propriedades e características que nenhum masterchef conseguirá disfarçar. A situação piora quando causa desconforto nos clientes.

Adquira equipamentos de refrigeração novos (não usados) para garantir sua ótima performance durante seu período útil. Faça uma câmara frigorifica se necessário.

Novamente será o cardápio quem ditará como deve ser montado o sistema de refrigeração. Saiba o que vai oferecer e a partir daí adquira produtos segundo à sua necessidade. E providencie uma instalação correta exigindo todos os certificados do técnico qualificado.

CONCLUSÃO

São muitos os cuidados que se deve ter ao montar ou reformar um restaurante. Tentei listar os mais básicos e importantes para aliviar aquela tensão. Se faltou algum tópico que poderia ser incluído mencione nos comentários… editarei a matéria dando os devidos créditos! ?